Placa A ou Placa B, Eis a Questão.

Os Anjos
20/01/2013
As Sete Dispensações
21/01/2013

Escrevi este artigo, por causa do excessivo número de mensagens onde me questionam se o ministério Nascido de Novo é ligado a alguma denominação evangélica.

Fico surpreso com mensagens onde os irmãos acabam engrandecendo a sua denominação ou a teologia ou a autoridade do líder de sua denominação e se esquece daquele que verdadeiramente deve ser engrandecido: Jesus.

Somos uma Igreja sim, uma denominação evangélica. Cremos na unidade da Igreja de Jesus, não achamos que apenas nosso ministério é dono de toda a verdade, pelo contrário, temos todas as outras denominações como membros do Corpo de Cristo.

Aprendemos na Palavra de Deus que não é a denominação que irá fazer a diferença em nossa vida mais sim o relacionamento íntimo que temos com o Senhor Jesus.

Acreditamos que o Senhor Jesus permitiu que existissem várias denominações evangélicas e que todas estão pregando a Palavra do Senhor, todas apresentam a Jesus e sua Palavra mais a diferença está na maneira.

Como assim? O Irmão está me dizendo que podemos chegar a Deus por vários caminhos? Blasfêmia!

Não, o caminho é um só, o que muda é a forma como este caminho é apresentado a nós.

Vamos a exemplos:

Enquanto uma Igreja é tradicional como a Batista ou Presbiteriana que ensinam a Palavra de uma maneira relativamente “dura”, temos a Assembléia de Deus totalmente avivadas e pentecostais onde o fogo sai pelas Janelas.

Olhe nosso exemplo, enquanto temos Igrejas como a Universal do Reino de Deus ou Igreja da Graça com Mega Templos e canais próprios de Tv e Rádio, temos nosso ministério, baseado na Igreja primitiva de Atos, lá no princípio onde eles se reuniam de casa em casa, em grupos pequenos.

Agora, quem está certo? Quem está errado? Todos pregam o mesmo evangelho, se nossa Bíblia tem várias traduções porque é que temos que ter uma denominação mais certa que a outra?

Sabe cada denominação prega da forma como aquelas suas ovelhas necessitam, cada pessoa está onde o Senhor quer que elas estejam, quando uma ovelha percebe que o alimento ali ficou leve, que já pode comer uma refeição mais pesada que não existe naquela denominação, deve sim mudar de Igreja. Para desespero de muitos pastores isso não é pecado de rebeldia ou insubmissão, podemos atestar isso quando vemos na bíblia o que é pecado de rebeldia (veja 1Sm 15).

Rebeldia não é trocar de denominação mais sim desobedecer uma ordem de Deus. Muitos pastores usam rebeldia como método de controle sobre suas ovelhas, para obrigar os membros da igreja que chefiam a obedecê-lo cegamente, fazendo com que o mover de Deus na vida da pessoa seja inclusive paralisado evitando que esta pessoa receba o alimento que precisa ou ainda atenda seu Chamado.

Irmão o fato de estar ligado a uma denominação, não é garantia de nada, mas a garantia é estar ligado no Senhor Jesus.

Mas Irmão o que é isso, o Irmão está falando que não precisamos ir a Igreja?

Não estou falando isso, pois a Bíblia diz que é bom que os irmãos vivam em união, ou ainda que se dois ou mais estivéssemos reunidos em seu nome Jesus estaria no meio de nós, além de vários exemplos na Bíblia de situações em que encontramos cultos coletivos.

O próprio Jesus fazia assim. Então o que a Bíblia diz é que temos sim que congregar. A diferença é onde congregar.

Sua casa com uma reunião de oração com os Irmãos segundo a Palavra do Senhor é uma congregação.

Você não precisa da minha “cobertura” ou autorização para isso, o único que pode te dar alguma cobertura é Jesus, este que sim morreu por você na cruz sem ter pecado. Não foi aspirante, diácono, presbítero, pastor, bispo, apostolo, patriarca, vice Deus, estas pessoas são autoridades sobre você dentro de suas denominações e só.

Irmão! Está pregando rebeldia! Não Irmãos. Não estou dizendo para ninguém desrespeitar ninguém, muito menos sacerdotes apenas quero mostrar a diferença daquilo que vem do homem e em vez de libertar põe jugo e aquilo que realmente vem de Deus através da Bíblia Sagrada e traz liberdade.

Uma instituição com um CNPJ que nada mais é do que uma empresa liderada por um Pastor, Bispo, Apóstolo e agora a nova moda do Patriarca, não te dá unção quem te dá unção é Jesus, Deus todo poderoso.

Cargo é uma colocação na hierarquia de uma empresa, pastor, diácono, colaborador, tudo isso vem do homem agora unção vem do Senhor.

Mas Irmão que blasfêmia! Na bíblia vemos pastores sendo ordenados, diáconos sendo separados, e aí? Simples, a Igreja primitiva tinha que ter uma organização como as de hoje, por isso as pessoas tinham sim seus cargos, mas será que todos tinham unção? Será que aquela época era diferente de hoje? Duvido muito.

Não estou falando que as Igrejas de hoje são apenas empresas, pois todas tem seu valor, todas tem suas qualidades e defeitos como a minha, mas são dirigidas por homens e não existe homem 100% espiritual ou que não erre, mas quero que os Irmãos a ler este artigo, entenda que o importante é seu relacionamento íntimo com Deus, a unção que Ele dá.

Não esqueça, placa de igreja não salva ninguém.

Pr.Raul
Pr.Raul
Pastor do Ministério Nascido de Novo e coordenador do Seminário Teológico Nascido de Novo, Youtuber e marido da Irmã Vanessa Ângelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *