Jovens Segundo o Coração de Deus – Escolha os Amigos Certos

Daniel – Amado no Céu – A luta de Deus na salvação de um homem
10/01/2015
Palavra da Semana – Tentação
11/01/2015

Jovens Segundo o Coração de Deus – Escolha os Amigos Certos

Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão.
— Provérbios 17.17
Sentado para escrever este capítulo, posso ver o monte Rainier à .V distância. Apesar de vivermos a quase oitenta quilômetros de dis-w tância desse notável monte, no Estado de Washington, e apesar de ser agosto, o cume desse vulcão extinto, a três mil e seiscentos metros de altitude, sempre cobertos de neve, é ainda muito impressionante. Pelo fato de o monte Rainier ser muito acessível, alpinistas de todas as partes do mundo têm o costume de escalá-lo. Mas, infelizmente, com muita fre-qüência há informativos no rádio e na televisão a respeito de mortes, de ferimentos, de quedas, ou de alpinistas perdidos. Na maioria dos casos, temos um final feliz. Isso geralmente acontece quando há um alpinista experiente, um companheiro para ajudar quando seu amigo alpinista se viu em dificuldades. O fato de o alpinista acidentado salvar-se, deve-se, em parte, ao fato de haver escolhido como companheiro um alpinista experiente. “Mas afinal, o que o alpinismo tem a ver com a escolha das amizades certas?”, você poderá se pergu ntar. Bem, da mesma forma que é crítico contar com um alpinista experiente junto com você, quando escala as encostas de uma montanha, também é crítico contar com o

amigo certo quando você escala as escarpas da vida. Você pode não achar que haja nem mesmo uma remota similaridade entre o monte Rainier e sua vida, mas pela graça de Deus, e antes que tenhamos chegado ao final deste capítulo, você terá mudado de idéia.
Você pode ser um daqueles camaradas que nunca se encontrou com um estranho. Pode falar com os outros e fazer amigos facilmente. Mas muitos homens não são tão afortunados. Para eles — e talvez para você também — não é fácil encontrar um bom amigo. Quer tenha muitos amigos quer poucos, estou certo de que concordará que a amizade é uma via de mão dupla. É bem conhecido esse dito: “Se você deseja um bom amigo, seja um bom amigo”. O mesmo acontece conosco. Precisamos começar por aquilo que faz de nós um bom amigo.

Na Bíblia, Deus nos dá as diretrizes sobre como ser um bom amigo. A medida que prossegue através destas pinceladas bíblicas de sabedoria, decida em sua mente e em seu coração, que tipo de amigo você precisa ser. Da mesma forma, descubra o que um amigo — um amigo verdadeiro — faz e o que ele não faz.

O que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que renova a questão separa os maiores amigos (Pv 17.9).

Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão (Pv 17.17).

O homem que tem muitos amigos pode congratular-se, mas há amigo mais chegado do que um irmão (Pv 18.24).

Fiéis são as feridas feitas pelo que ama, mas os beijos do que aborrece são enganosos (Pv 27.6).

Não abandones o teu amigo, nem o amigo de teu pai, nem entres na casa de teu irmão no dia da tua adversidade; melhor é o vizinho perto do que o irmão longe (Pv 27.10).

Como o ferro com o ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo (Pv 27.17).

Tudo bem, Mas Como?

De que forma você encontra amigos e amizades duradouras? Como dissemos anteriormente, você é o início do desenvolvimento de uma amizade certa — precisa ser o tipo certo de amigo! Portanto, aqui estão algumas diretrizes sobre como se tornar um “grande amigo”. Se colocar em prática estas sugestões, você descobrirá que há muitos que gostariam de se tornar seus amigos.

1. Cresça espiritualmente — Quando você examinou as características de um bom amigo, provavelmente se deu conta de que precisa de ajuda — Deus é a ajuda! Como pode encontrar o tipo certo de amigo espiritual? Primeiro, seja você mesmo espiritual. (Isso lhe soa familiar? Tratamos disso na primeira seção deste livro.) Se você deseja crescer em sua vida espiritual e conhecer a Deus mais intimamente, deve procurar amigos que também amem a Deus.

Este é o tipo de amizade recíproca que foi compartilhada entre Jônatas, o filho de um rei, e Davi, o futuro rei (1 Sm 18 — 20). Certifique-se de ler depois, em detalhes, a respeito dessa amizade. Por enquanto, aqui temos uma grande descrição da amizade deles:

Jônatas viu que Davi encarava a vida da mesma perspectiva divina… e quando ele percebeu isso, sua alma uniu-se serenamente à de Davi. Ali estava um homem cujo coração batia em sintonia com o seu!9

E isso o que acontece com as amizades verdadeiras. Não, vocês nem sempre concordarão com todas as afirmações. Mas compartilharão a mesma visão sobre o que a Bíblia diz a respeito dessas afirmações. O autor que acabei de mencionar, resume a questão desta forma:

Vocês acatam a mesma autoridade.

Vocês reconhecem o mesmo Deus.

Vocês caminham na mesma direção.

Vocês desejam a mesma coisa.

Vocês têm os mesmos sonhos.

Você deseja amigos espirituais? Então, como já disse, cresça espiritualmente. Utilize também as cinco características acima como uma lista de referência enquanto passa pelo processo de escolher amigos. Depois, você descobrirá aquilo que procura.

2. Seja você mesmo — Não tente ser alguém que não é. E não tente imitar a personalidade e o comportamento dos garotos “populares”, especialmente, se eles não derem importância para aquilo que você lê em sua Bíblia.

Aqui há algo mais para você pensar a respeito. Qual seu desempenho quando quer imitar alguma outra pessoa? Fica bastante artificial, não é mesmo? Você se sente desconfortável para com aqueles a quem tenta se assemelhar e fará com que os outros se sintam da mesma forma. Quanto mais tenta, mais artificial fica, e mais você afasta os outros. Portanto, seja autêntico. Sentir-se confortável com o que você é, ajudará os outros a se sentirem confortáveis quando estiverem perto de você. Simplesmente seja você, e Deus trará as pessoas parecidas com quem pode desenvolver laços de amizade.

Foi isso o que aconteceu com Davi. Ele acabara de derrotar o maior inimigo de sua nação e, agora, estava diante do rei Saul. Jônatas, filho de Saul, estivera lá e testemunhara a coragem de Davi. E Jônatas, por ser ele mesmo um homem de coragem (1 Sm 14.1-13), admirou Davi e desejou tornar-se seu amigo (1 Sm 18.1).

Tenha isto em mente: se você honrar a Deus com sua vida, os outros que estiverem comprometidos com princípios espirituais procurarão estar próximo de você.

3. Seja leal — A lealdade é algo imperativo, caso queira ser um bom amigo. Estou certo de que alguns “amigos do peito” já lhe feriram uma vez ou outra. E você sabe como isso dói, portanto não seja desleal com seus amigos. Quando você observa a amizade entre Jônatas e Davi, percebe esse tipo de lealdade mútua. Jônatas levantou-se frente a seu pai, o rei Saul, em defesa de seu amigo Davi. E Davi manteve sua promessa a Jônatas de cuidar de sua família no futuro quando ele se tornou rei (1 Sm 22.14-17).

O quanto você é leal para com seus amigos? E o “amigo mais chegado do que um irmão” (Pv 18.24)? Além de permanecer junto de seu amigo, você mantém segredos? Ou faz fofocas e ouve fofocas a respeito de um amigo?

4. Seja compreensivo — Você precisa entender que a vida de seu amigo não gira em torno de você. Isso não faz dele uma pessoa que não seja um amigo verdadeiro. Isso significa simplesmente que há ocasiões em que um amigo dedica seu tempo aos outros — como sua família, seu grupo da igreja —, ou mesmo outros amigos — como os participantes de uma equipe esportiva ou aqueles envolvidos em atividades coletivas. Por ser compreensivo, pode apoiar seus amigos e seus outros comprometimentos e responsabilidades. Pode encorajá-los em seus relacionamentos e responsabilidades. Pode orar por seus amigos e, até mesmo, oferecer-se para ajudar sempre que você possa.

5. Seja honesto — Um dos benefícios de uma amizade verdadeira é a honestidade. A Bíblia coloca isso da seguinte forma: “Fiéis são as feridas feitas pelo que ama, mas os beijos do que aborrece são enganosos” (Pv 27.6,9). Você e um verdadeiro amigo deveríam estar comprometidos em impulsionar o outro em direção aos objetivos e aos padrões de Deus para o jovem rapaz que deseja honrar a Deus. Você precisa ser um amigo de confiança que diz exatamente o que é preciso dizer, sem adulações.

E não se aborreça quando seu amigo também assume papel idêntico para ajudá-lo a crescer em uma área em que necessite de ajuda. A honestidade funciona em ambas as direções, vocês sabem!

6. Seja cuidadoso com o sexo oposto — Queria abordar esse assunto desde que começamos este capítulo, mas antes disso, seria extremamente importante estabelecermos os fundamentos da amizade em geral — bíblicas, corretas, religiosas. Com esses fundamentos estabelecidos, estamos prontos para considerar algumas idéias (dedicaremos mais tempo a esse assunto no próximo capítulo). Cada princípio que cobrimos até aqui pode ser aplicado para a amizade com as garotas. Você precisa ser amistoso com todas as pessoas, mas também seja cauteloso quando se trata de garotas. As três coisas às quais você precisa realmente prestar atenção em sua conduta e conversa com o sexo oposto são as seguintes…
ser demasiadamente amigo,

ter muito contato físico,

ficar sozinho com uma garota, sem companhia.

Falaremos mais a respeito desse assunto muito importante em breve.

7. Seja um incentivador — Qualquer um pode dizer a seus amigos dez coisas que estão erradas com eles ou com suas atitudes. Mas um incentivador diz às pessoas o que está correto a respeito delas. Voltemos um minuto para a amizade entre Davi e Jônatas. Seu relacionamento estava fundamentado em seu amor recíproco por Deus. Dessa forma, como eles encorajavam um ao outro? A Bíblia diz que mesmo que embora fosse evidente que Davi estivesse marcado para morrer (pelo pai de Jônatas, o rei Saul), levantou-se “Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi ao bosque, e fortaleceu a sua mão em Deus” (1 Sm 23.16).

A melhor forma de incentivar seu amigo é a de ajudá-lo a encontrar a força no Senhor, por meio das Escrituras e da oração conjunta. Mas você também pode elogiar. E assegure-se de ser específico em seu elogio. Elogie seus amigos por alguma coisa especial que aprecia a respeito deles, alguma coisa que você vê em sua conduta ou que admira em seu caráter.

Como incentivador, você precisa fortalecer e aumentar o relacionamento de seus amigos com Deus. A medida que eles crescem espiritualmente, você será desafiado a crescer também. Isto é Provérbios 27.17 em ação: “Como o ferro com o ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo”. E disso que trata o encorajamento — desafiar o outro a crescer. E você se beneficia quando seus amigos crescem. Por quê? Porque seus amigos são o seu futuro. Você se transforma naquilo que seus amigos íntimos são!

8. Seja comprometido — Nós teremos de tomar decisões firmes a respeito das amizades — como mantê-las e estreitá-las. Isso toma tempo, dedicação e esforço para assegurar que nossos bons amigos recebem apoio e continuam a crescer. Você não pode negligenciar uma amizade e esperar que ela se mantenha viva e saudável. Não, você precisa batalhar para ser um bom amigo — uma chamada telefônica, um e-mail, um convite para ele ir com você e com sua família a um jogo de futebol.

O apóstolo Paulo disse a seus amigos em Felipe: “… porque vos retenho em meu coração” (Fp 1.7). Você traz seus amigos em seu coração? Está comprometido com a vida deles?

9. Seja um homem de oração — Uma das grandes bênçãos que você pode oferecer a seus amigos é o presente da oração. Todos se defrontam com dificuldades todos os dias. Seus amigos talvez se defrontam com situações que jamais poderão dividir com você. Você nunca saberá de todas as batalhas que estão sendo travadas nas vidas de seus amigos e em suas casas. Portanto ore.

E para o que você ora? Ore por seu crescimento espiritual, seus relacionamentos, para seus trabalhos da escola e seus envolvimentos com a igreja e com outras atividades. Fora os pais de seu amigo, você pode ser a única pessoa orando por ele!

Portanto, seja confiante, constante e fervoroso em suas orações. Você nunca sabe quando pode ser exatamente aquele amigo verdadeiro cujas orações fervorosas ajudaram seu amigo a resistir à tentação, a tomar a decisão correta, a superar alguma dificuldade, ou mesmo a exceder-se em grandeza.

Transformando Sua Vida Em Uma Aventura Radical

Você se recorda de como este capítulo começou? Falamos a respeito de escolher um companheiro ou uma equipe para uma aventura de escalar uma montanha. O alpinista sábio levará companheiros que sejam tão bons ou melhores que ele. E você sabe a razão disso, não sabe? Dessa forma, caso ele se encontre em dificuldades, contará com alguém que possa ajudá-lo a ser salvo.

E o mesmo acontece com nossas amizades. Você deve procurar amigos que caminham na mesma direção espiritual que você — amigos que o “incentivarão” a continuar em sua busca dos objetivos cristãos; ou que o “impulsionarão” para que alcance patamares ainda mais elevados para tornar-se cada vez mais semelhantes a Cristo. E onde é que você encontra esse tipo de amigos? Normalmente, encontra-os na igreja ou em outros grupos atividades cristãs.

Amigos crentes estarão lá quando precisar de ajuda ou de encorajamento espiritual. Eles são um grande recurso para que você responda aos padrões de Deus. Sua amizade com outros rapazes cristãos convictos reproduzirão a amizade desfrutada por Jônatas e Davi. Em suma, seus amigos devem ser fortes, cristãos convictos, que

o ajudam a ter melhores pensamentos, a executar melhores ações e a mostrar o melhor de si mesmo.

Portanto, à medida que se dedica à tarefa de encontrar e de desenvolver amizades, esteja certo de que estará desenvolvendo em si as qualidades que procura em um amigo. Estabeleça objetivos mais altos para você mesmo, e não aceite qualquer um que seja nada menor do que os padrões mais elevados de Deus, ou que você possa rotular de “melhor amigo”.

Nunca se esqueça de que você e outros jovens estão escalando uma montanha extremamente difícil. Por certo, é uma aventura radical, mas é também extremamente difícil. Seus amigos iriam a lugares que, como alpinista, poderíam cair em uma profunda fenda ou cratera. Seja o melhor amigo que um amigo alpinista pode encontrar. Seja alguém em quem ele possa confiar. E esteja certo de que você também escolhe seus amigos alpinistas com grande cuidado. Você nunca sabe o que pode acontecer durante uma escalada em direção ao objetivo, em direção à piedade, em direção ao topo. Você precisará de outros a seu lado que sejam fortes o suficiente para ajudá-lo a evitar uma queda.

Desafios Para Hoje

Reveja a relação das nove diretrizes para ser um bom amigo. Que áreas você é particularmente forte como amigo, e o que o leva a afirmar isso?
Reveja a lista novamente. Você encontrou uma área (ou duas) em que precisa melhorar? Qual é ela? E o que planeja fazer a respeito disso?
Você já está convencido da importância de selecionar seus amigos de forma sábia? Por quê? Ou por que não?

Aprofunde Seu Conhecimento
Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro […] que maneja bem a palavra da verdade. — 2 Timóteo 2.15

Leia a respeito de Jônatas e de Davi em 1 Samuel 14.6-14. Descreva o tipo de guerreiro que Jônatas foi?
Leia 1 Samuel 17.32-37 e 48-51. Descreva o tipo de coragem que Davi possuía.

Agora leia 1 Samuel 18.1-4; 19.1-6; e 20.1-42. De que forma a amizade entre Jônatas e Davi se desenvolveu? Em que se fundamentava?
Que lições sobre a amizade você pode aprender com Davi e Jônatas?

 

Pr.Raul
Pr.Raul
Pastor do Ministério Nascido de Novo e coordenador do Seminário Teológico Nascido de Novo, Youtuber e marido da Irmã Vanessa Ângelo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *