Ecclesia reformata, semper reformanda secundum verbum Dei

Atos dos Apóstatas – Parte 4
04/10/2018
Ainda não há igrejas na Arábia Saudita, mas…
05/11/2018

Ecclesia reformata, semper reformanda secundum verbum Dei

Talvez nenhum Slogan da Igreja Reformada foi mais frequentemente deturpado com maior prejuízo do que ecclesia reformata, semper reformanda (a igreja reformada, sempre se reformando).

Diferente daquilo que se imagina, o termo não vem de Lutero ou Calvino.

O ministro reformado holandês Jodocus van Lodenstein (1620-77) usou pela primeira vez algo semelhante a ela em 1674, quando justapôs “reformada” com “se reformando”, mas ele não disse “sempre”.

O teólogo reformado holandês Jacobus Koelman (1632-95) expressou ideias semelhantes e as atribuiu ao seu professor Johannes Hoornbeek (1617-66), que era um estudante do grande Gijsbertus Voetius (1589-1676). Nenhum deles acrescentou a expressão secundum verbum Dei (segundo a Palavra de Deus). A fonte dessa frase é quase certamente o professor do século vinte, Edward Dowey, do seminário de Princeton (1918-2003).

Van Lodenstein e os outros faziam parte de uma escola de pensamento na Holanda que estava intimamente ligada à teologia, à piedade e à prática reformada inglesa representada por escritores como William Perkins (1558-1602) e William Ames (1576-1633). Eles se identificavam como parte de uma “Reforma Adicional” (Nadere Reformatie). Como Perkins, Ames, os teólogos da Assembleia de Westminster (1643-48) nas Ilhas Britânicas e o grande Sínodo internacional de Dort (1618-19), essa escola de pensamento estava preocupada com que a igreja não voltasse ao erro e à escuridão; e desejava que a igreja continuasse a buscar a pureza da doutrina, piedade e adoração.

A frase completa ecclesia reformata, semper reformanda secundum verbum Dei (a igreja reformada, sempre se reformando segundo a Palavra de Deus) é uma criação pós-Segunda Guerra Mundial. Ela teve novo impulso com o teólogo suíço reformado e modernista Karl Barth (1886-1968), que usou variações da frase com alguma frequência. As principais (liberais) denominações presbiterianas às vezes usaram variações dessa frase de maneira oficial.

De fato, a frase é mais comumente entendida como “a igreja é reformada, mas precisa ser mudada de várias maneiras”. Essa frase é frequentemente utilizada como forma de expressar insatisfação com a teologia reformada, tal como foi recebida e expressa pelas igrejas reformadas nas confissões reformadas (por exemplo, a Confissão Belga de 1561, o Catecismo de Heidelberg de 1563 e os Padrões de Westminster de 1648). Assim, em 1967, a Igreja Presbiteriana Unida nos EUA rejeitou o entendimento histórico cristão e reformado de que a Escritura é a Palavra de Deus inerrante (não erra) e infalível (não pode errar). Ironicamente, sob o mal-entendido moderno da frase a igreja reformada, sempre se reformando, a denominação afastou-se da visão reformada e adotou uma visão ensinada pelo anabatista radical Thomas Muntzer (1489-1525), a qual os reformadores conheceram e rejeitaram.

Quando Calvino e os outros escritores reformados usaram o adjetivo reformado, eles não pensaram que era algo que jamais poderia ser realizado. No fim de sua vida, Calvino comentou com outros pastores em Genebra que as coisas estavam bem constituídas, e os exortou a não arruiná-las. Ele e os outros pensavam e falavam da reforma da igreja não como um objetivo inalcançável nesta vida, mas como algo que ou tinha sido ou que poderia ser alcançado, porque eles criam que a Palavra de Deus era suficientemente clara. Ou seja, o que precisa ser conhecido para a vida da igreja pode ser conhecido e, com a ajuda do Espírito de Deus e somente pela graça de Deus, as mudanças poderiam ser feitas (e estavam sendo realizadas) de modo a conduzir a doutrina, piedade e prática da igreja em conformidade com a vontade de Deus revelada nas Escrituras. É por isso que eles escreveram ordens eclesiásticas e adotaram confissões — porque criam que a reforma era uma tarefa grande, mas finita.

Na maioria das vezes se usa apenas a versão abreviada da frase: “Igreja reformada, sempre reformando” suprimindo o final: “Segundo a Palavra de Deus”.

Com isso a frase abriu espaço muitas vezes para justificar práticas antibíblicas, usando o termo sempre reformando para justificar as mais variadas heresias.

Hoje temos um termo muito utilizado chamado de Nova Reforma. Muitos protestam deste termo com razão. Nova reforma significa uma alternativa a Reforma como a conhecemos e isso é perigoso.

Seria mais correto usar este slogan da reforma da maneira como deve ser usado em sua versão completa.

Somente assim, entendendo que este slogan está intimamente ligado a Sola Scriptura (outro Slogam tão importante da Reforma).

A Igreja Reformada estará sempre se reformando mas de acordo com a Palavra de Deus.

Portanto o termo “sempre reformando” tem seu limite sempre na Palavra de Deus.

A Igreja se mantém continuamente reformando contra aquilo que não condiz com a Palavra de Deus!

Tomemos como exemplo Lutero:

Se quisermos achar um evento que sirva como marco histórico para a origem do famoso conceito reformado de Sola Scriptura (“Somente a Escritura”), a resposta de Lutero na Dieta de Worms (1521) imediatamente vem à mente.

Ao ser perguntado, pela segunda vez, se iria se retratar de suas posições expressas nas 95 teses, ele respondeu:

“A menos que eu seja convencido pelas Escrituras e pela razão pura e já que não aceito a autoridade do papa e dos concílios, pois eles se contradizem mutuamente, minha consciência é cativa da Palavra de Deus. Eu não posso e não vou me retratar de nada, pois não é seguro nem certo ir contra a consciência. Deus me ajude. Amém.”

Em outras palavras, Lutero só aceitaria o que pudesse ser provado pelas Escrituras: “sola Scriptura”. Aceitando somente a Escritura, Lutero deduziu que a salvação era somente pela graça (sola gratia), somente pela fé (sola fide) na pessoa e obra de Cristo (solus Christus), redundando em glória somente a Deus (soli Deo gloria), divergindo, assim, do que era ensinado na sua época e que era baseado na tradição, bulas e declarações de concílios. Como a venda de indulgências, por exemplo. Em outras palavras, o conceito de sola Scriptura é fundamental para o edifício da teologia da Reforma.

Portanto a Igreja Reformada está em contínua reforma mas sempre indo em encontro a Bíblia Sagrada!

Nunca em encontro aos decretos humanos, nunca de encontro a sabedoria ou decretos humanos.

Portanto termino este estudo da maneira em que comecei:

Ecclesia reformata, semper reformanda secundum verbum Dei.

Sola Scriptura!

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” (Jo 5.24).

“Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome” (Jo 20.30-31).

“Nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo” (2Pe 1.20-21).

“Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2Tm 3.14-17).

“Ora, disse o SENHOR a Abrão: … em ti serão benditas todas as famílias da terra (Gn 12.1-3) – Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos” (Gn 12.1-3 com Gl 3.8) – para Paulo, a Escritura era o próprio Deus falando.

“Ouvindo isto, unânimes, levantaram a voz a Deus e disseram: Tu, Soberano Senhor, que fizeste o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há; que disseste por intermédio do Espírito Santo, por boca de Davi, nosso pai, teu servo: ‘Por que se enfureceram os gentios, e os povos imaginaram coisas vãs?’” (At 4.24-25 citando Salmo 2.1).

“E, que Deus o ressuscitou dentre os mortos para que jamais voltasse à corrupção, desta maneira o disse: E cumprirei a vosso favor as santas e fiéis promessas feitas a Davi. Por isso, também diz em outro Salmo: Não permitirás que o teu Santo veja corrupção” (At 13.34-35, Paulo citando o Salmo 16.10).

“Pois a Escritura declara: Não amordaces o boi, quando pisa o trigo. E ainda: O trabalhador é digno do seu salário” (1Tm 5.18, em que Paulo coloca um dito de Jesus [Lc 10.7] no mesmo nível das Escrituras do Antigo Testamento).

“Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo. E, se alguém o ignorar, será ignorado” (1Co 14.37-38).

“Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo” (1Ts 4.8, Paulo se referindo ao seu ensino sobre santificação).

“Caso alguém não preste obediência à nossa palavra dada por esta epístola, notai- o; nem vos associeis com ele, para que fique envergonhado” (2Ts 3.14).

“Tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como igualmente o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles” (2Pe 3.15-16, Pedro colocando os escritos de Paulo ao nível de Escritura).

“A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do SENHOR são retos e alegram o coração; o mandamento do SENHOR é puro e ilumina os olhos. O temor do SENHOR é límpido e permanece para sempre; os juízos do SENHOR são verdadeiros e todos igualmente, justos” (SL 19.7-9).

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos” (SL 119.105 – ver todo o Salmo 119).

“Quando vos disserem: Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos? À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva” (Is 8.19-20).

“Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão” (Mt 24.35).

“Se ele chamou deuses àqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus, e a Escritura não pode falhar” (Jo 10.35).

“Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15.4).

“Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” (Hb 4.12).

“Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro; e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro” (Ap. 22.18-19).

Você tem acompanhado os materiais que estou enviando no final de cada mensagem? Conta pra mim o que tem achado!

Ajude a Igreja de Cristo a crescer aprendendo e se qualificando para a obra. Pensando nisso, o Nascido de Novo criou cursos específicos para ajudar você a seguir os Caminhos de Cristo de acordo com a Bíblia:

– Formação – Bacharel Online Livre em Teologia (Livre)

Inscreva-se no canal e fique por dentro de nossos novos vídeos!!

########################################
BAIXE O E-BOOK GRATUITO “COMO LER A BÍBLIA E ASSINE A NEWSLETTER DO NASCIDO! Lives Exclusivas, Estudos, Artigos, E-Books e etc... http://bit.ly/2DTB0b1

########################################
► Siga-me ◄
✩ Instagram: https://www.instagram.com/nascidodenovooficial/
✩ Facebook: https://www.facebook.com/nascidodenovo.org
✩ Facebook Pr. Raul: https://www.facebook.com/prraulbolota
✩ Twitter: https://twitter.com/nascidodenovo
✩ Site: http://www.nascidodenovo.org ✩ Pinterest: https://br.pinterest.com/nascidodenovo/
✩ Periscope: @nascidodenovo
✩ Cursos do Nascido de Novo: https://nascidodenovo.org/v4/cursos-nascido-de-novo/

######################################
Quer enviar algo para nós? Mande para nossa Caixa Postal:
Caixa Postal 73 - Araraquara - SP - CEP14801-970
Todos os presentes serão mostrados em nossos vídeos de Recebidos e mostrados em nossas redes sociais!
Se não quiser que apareça só mandar uma cartinha junto pedindo sigilo.
Nosso e-mail: contato@nascidodenovo.org

######################################
CONTRIBUA COM O NASCIDODENOVO.ORG:
https://nascidodenovo.org/v4/mantenedores/

Pr.Raul
Pr.Raul
Pastor do Ministério Nascido de Novo e coordenador do Seminário Teológico Nascido de Novo, Youtuber e marido da Irmã Vanessa Ângelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *