Proibidos de fazer cultos no templo, cristãos egípcios oram nas ruas