Autor de ataques em Barcelona gritou “Alá é grande” antes de ser morto