Atos dos Apóstatas – Parte 2
04/10/2018
Atos dos Apóstatas – Parte 4
04/10/2018
Mostrar tudo

Atos dos Apóstatas – Parte 3

Hoje veremos mais uma parte de nosso estudo introdutório sobre a Carta de Judas.

Neste estudo estudaremos o propósito do livro, vamos conhecer mais sobre os apóstatas e vamos conhecer os destinatários desta carta.

Propósito
Por que Judas escreveu sua epístola? Ele informa aos seus leitores que ansiava por escrever-lhes sobre a salvação que têm em comum.
Ao invés disso, ele os instrui sobre o conjunto de doutrinas cristãs, o qual ele chama de fé.
Insta os crentes a batalharem “pela fé que de uma vez por todas foi confiada aos santos” (v. 3). Perto do final de sua epístola, ele encoraja os destinatários a se edificarem na “fé santíssima”, e exorta os leitores de sua epístola a mostrarem misericórdia para com aqueles que estão na dúvida (v. 22).
O propósito de Judas parece ser polêmico.
Na maior parte de sua epístola (vs. 4 a 19), ele ensina os crentes a se oporem aos apóstatas que se infiltraram na comunidade.
Adverte-os sobre a influência perniciosa desses homens ímpios e inculca-lhes algumas verdades fundamentais.
Mesmo que brevemente, menciona várias doutrinas cristãs.
São elas: a eleição daqueles que foram chamados (v. 1); a perseverança daqueles que lutam pela fé (vs. 3,21); o juízo final dos incrédulos (vs. 4,6,7,11,15) e a segurança (vs. 1,21,24), salvação (v. 3) e vida eterna (v. 21) dos crentes.

Apóstatas
Quem eram esses hereges? Judas os caracteriza de várias maneiras: “introduziram-se secretamente” no meio dos crentes (v. 4a); são “homens ímpios” (vs. 4b,14,15,18); aceitaram a graça de Deus, mas transformaram-na em libertinagem (v. 4c); negam a Jesus Cristo como seu único Soberano e Senhor (v. 4d).
Além disso, Judas descreve a vida moral, ética e espiritual desses indivíduos.
Ele os retrata como pessoas que poluem seu próprio corpo, que não reconhecem autoridades superiores e que têm a audácia de difamar seres angelicais (v. 8).
Reduziram-se ao nível de animais, que vivem por instinto.
Apesar de os animais conhecerem seus limites, essas pessoas, quando vivem por instinto, destroem-se a si mesmas (v. 10).
Em sua vida social, os apóstatas tomaram-se nódoas nas festas de fraternidade dos cristãos, pois comem até saciar-se e fazem-no sem escrúpulos (v. 12).
São pessoas descontentes, que murmuram e procuram defeitos, buscam o prazer físico, falam arrogantemente de si mesmas e têm motivos interesseiros (v. 16).
Esses homens têm o propósito definido de dividir a igreja e não têm o Espírito (v. 19).
Fazendo uma paráfrase: os apóstatas estão na igreja, mas não são da igreja.
Na verdade, repudiaram o Deus Triúno. Aceitam a graça e salvação de Deus, mas pensam que isso lhes dá o direito de pecar irrestritamente (v. 4c).
Afirmam ser seguidores de Cristo, mas ao mesmo tempo o negam e escarnecem de sua volta (vs. 4d,18).
Pensam que têm o Espírito, mas sua conduta vergonhosa mostra que, na realidade, vivem por instintos naturais (v. 19).
Esses homens, porém, não devem ser identificados com os mestres gnósticos do século II. O intervalo de tempo entre a redação da epístola de Judas e os gnósticos do século II é muito grande.
Além disso, não devemos entender algumas declarações gerais de Judas sobre ensinamentos heréticos como se fizessem referência ao Gnosticismo plenamente desenvolvido.
Em resumo, não sabemos nada sobre esses hereges além daquilo que Judas revela em sua epístola.
O máximo que podemos dizer é que foram antecessores de outros hereges que perturbaram a igreja.
Por causa da semelhança entre 2 Pedro e Judas, existe a tentação real de identificar os apóstatas mencionados na epístola de Judas com aqueles descritos em 2 Pedro.
Porém, Judas nunca usa os termos empregados por Pedro para descrever os hereges.
Pedro os chama de “falsos mestres”, mas Judas se refere a eles como “homens ímpios”.
Pedro enfatiza o conceito de ensinar (2Pe 2.1-3), mas Judas destaca as palavras e atos ímpios desses homens perversos (vs. 4,14-16,19).
Além do mais, Pedro indica que haverá falsos mestres entre os membros da igreja (2Pe 2.1).
Ele revela que esses mestres são pessoas locais.
Judas, pelo contrário, informa aos seus leitores que os homens ímpios “introduziram-se secretamente” no meio dos crentes (v. 4).
Eles vieram de fora da comunidade.
Concluímos que Pedro e Judas retratam seus adversários de modo diferente.
Assim, devemos ter o cuidado de não identificar os dois grupos.
Se o fizéssemos, teríamos que supor que Pedro e Judas dirigem-se aos mesmos leitores.

Destinatários
Quem são os primeiros leitores da epístola de Judas?
Francamente, não sabemos onde moravam, pois o envelope com o endereço se perdeu, por assim dizer.
Ao examinar o conteúdo da carta, podemos fazer algumas observações sobre esses leitores.
Os destinatários da epístola tinham bom nível de conhecimento das Escrituras do Antigo Testamento, pois o autor os elogia por saberem fatos relacionados ao êxodo (v. 5), a anjos (v. 6) e a Sodoma e Gomorra (v. 7). Conhecem o nome de Caim, Balaão e Coré (v. 11) e estão familiarizados com a literatura judaica do século ls (vs. 9,14).
Supomos, portanto, que os destinatários são judeus convertidos à fé cristã.
A carta de Judas não contém referências explícitas nem implícitas sobre o público gentio.
O conteúdo dessa epístola é tal que apenas judeus poderiam entender completamente o sentido dos escritos de Judas.
Porém, devemos considerar a carta do ponto de vista do autor: Judas escreveu como judeu, e, assim, refletiu sua própria origem judaica.
Talvez façamos bem em dizer que Judas se dirigiu a cristãos judeus vivendo na Dispersão em qualquer um dos grandes centros judaicos do Oriente Médio.
Tendo em vista o conteúdo das duas epístolas de Pedro, podemos concluir que essas cartas foram endereçadas a cristãos judeus e gentios vivendo na Ásia Menor (1Pe 1.1).
A partir do conteúdo da epístola de Judas, porém, não somos capazes de determinar o seu lugar de destino.

No próximo estudo veremos a data e o local onde foi escrito, vamos aprender sobre sua canonicidade e vamos ter um esboço de tópico do livro.

Este é o terceiro estudo desta série de composta por 4 estudos especialmente feitos para você.

Deus Abençoe.

Pr. Raul Bolota Filho
nascidodenovo.org

Inscreva-se no canal e fique por dentro de nossos novos vídeos!!

########################################
BAIXE O E-BOOK GRATUITO “COMO LER A BÍBLIA E ASSINE A NEWSLETTER DO NASCIDO! Lives Exclusivas, Estudos, Artigos, E-Books e etc... http://bit.ly/2DTB0b1

########################################
► Siga-me ◄
✩ Instagram: https://www.instagram.com/nascidodenovooficial/
✩ Facebook: https://www.facebook.com/nascidodenovo.org
✩ Facebook Pr. Raul: https://www.facebook.com/prraulbolota
✩ Twitter: https://twitter.com/nascidodenovo
✩ Site: http://www.nascidodenovo.org ✩ Pinterest: https://br.pinterest.com/nascidodenovo/
✩ Periscope: @nascidodenovo
✩ Cursos do Nascido de Novo: http://nascidodenovo.org/v4/cursos-nascido-de-novo/

######################################
Quer enviar algo para nós? Mande para nossa Caixa Postal:
Caixa Postal 73 - Araraquara - SP - CEP14801-970
Todos os presentes serão mostrados em nossos vídeos de Recebidos e mostrados em nossas redes sociais!
Se não quiser que apareça só mandar uma cartinha junto pedindo sigilo.
Nosso e-mail: contato@nascidodenovo.org

######################################
CONTRIBUA COM O NASCIDODENOVO.ORG:
http://nascidodenovo.org/v4/mantenedores/

Pr.Raul
Pr.Raul
Pastor do Ministério Nascido de Novo e coordenador do Seminário Teológico Nascido de Novo, Youtuber e marido da Irmã Vanessa Ângelo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *